Gateiros

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

3

O macio salto. O corpo desenha o espaço. Sem trapézio, o gato. Gato vira-latas. A noite, o rei dos telhados, e da lua, súdito. No colo da tarde, se aninha o gato de rua. O sono é seu dono. Ronrona, se enrosca, enrola o rabo, arrepia o pulo do dia. Estica a preguiça. A manhã languida alonga seu talhe de gata. Meu reino: o jardim. Da grama faço meu trono. Sou dono de mim.
"Lena Jesus Ponte"

3 comentários:

Nikita disse...

Ai que lindo!! Adorei:)

Beijinhos e miadinhos da Nikita:)

Mariana e Theodoro disse...

Espétacular.
Lindo o gato, lindos os olhos, linda a pose.... lindo...lindo...lindo
Lindo o texto.
Bom fim de semana

Carol M disse...

Lindo!!

O texto e a foto ^^

Bjs

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...