Gateiros

terça-feira, 26 de maio de 2009

2

MI-AU-BOOK

O primeiro livro pet-solidário escrito a 120 patas


Dos 46 milhões de cães e gatos que vivem no Brasil, o seu pode virar "cãolebridade" ou "celebrigato" do "BEM"!

O MI-AUBOOK, primeiro livro pet-solidário da história, está com inscrições abertas entre os meses de maio e junho para participantes de todo o Brasil e até do Exterior (já tem 2 gatinhas do Japão participando - vide fotos em anexo da Shakti e Shiia).

Cães e gatos podem fazer parte do livro com uma foto engraçada, meiga ou curiosa que retrate um pouco de sua personalidade. Há espaço para 120 bichinhos.

O MI-AUBOOK reúne fotos de apaixonados, espoletas, amigos inseparáveis e também serve para homenagear as “estrelinhas” (aqueles que já se foram e hoje brilham no céu).

O conceito “pet-solidário” se deve ao fato de que o livro, além de algumas páginas dedicadas ao trabalho de ONGs que resgatam cães e gatos, também terá renda revertida para o Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos que abriga mais de 500 animais vítimas de maus-tratos, tráfico, circos e rinhas. Com textos bem-humorados, trata-se de uma divertida maneira de imortalizar o bichano ou o totó que, além de ganhar uma vitrine (mais que merecida) pro resto do mundo, colabora para com aqueles que ainda não tiveram a sorte de encontrar um lar.

O custo do livro é rateado pelos participantes a uma taxa deR$ 100 que pode ser paga em até 3 vezes (para quem aderir até o final de maio) e dá direito a dois exemplares. Em junho o parcelamento cai para duas vezes. A taxa inclui todos os gastos da publicação, desde a edição até a impressão do material. Não é concurso de fotos. A participação é espontânea. Participantes de fora de São Paulo recebem seus exemplares pelo correio arcando com as despesas postais. O lançamento está previsto para setembro em SP e Bienal do Livro no Rio.

A intenção é reunir, pela primeira vez, bichinhos de diferentes Estados, idades, raças e personalidades num único livro de caráter solidário. Todos os detalhes estão no site www.miaubook.com que é também uma viagem pelo mundo da fotografia com cães e gatos, da onde se pode extrair boas idéias. No site há ainda um espaço para as ONGs se cadastrarem gratuitamente.

A idealizadora do projeto é a jornalista ambientalista Fátima C hu ecco, responsável pela divulgação do Ano Internacional do Gorila no Brasil pelo site www.gorillashelp.com e colunista da única agência de notícias focada em direitos animais www.anda.jor.br . Mais informações pelo emailjornalista.fatima@uol.com.br ou pelo fone (11) 2501-2752.

Veja dois dos participantes abaixo - Toy e Ághata.


Toy - Rio

Duas vezes Toy

Como se não bastasse ter um nome cujo significado em inglês é "brinquedo", Toy tem uma caixa enorme de bonecos, bolinhas e ossinhos de borracha. Toy é um cachorro viajante no eixo Rio-SP, sempre acompanhando seus pais, um engenheiro e uma jorna lista. Além de brincar, Toy gosta de assistir futebol (mas não revela seu time favorito para não com p ra r briga com paulistanos e cariocas).

Não se reconhece como cachorro e, por isso, só se dá bem com pessoas. Atualmente paquera uma advogada do andar de baixo.


Ághata - SP

Ághata é uma ex-menina de rua. Ela cresceu num prédio em construção e dormia dentro do sapato dos pedreiros, por isso, até hoje adora sapatos masculinos. Tem estudado informática para ser alguém na vida. Faz coleção de pedrinhas de vasos e esconde todas as bolinhas da casa numa maletinha. As outras gatinhas da casa acham que ela está fazendo alguma provisão para viajar até a Europa, pois, acredita ser uma legítima gata da raça norueguesa da floresta, que tem todas as patinhas brancas, como se fossem botinhas e luvinhas a se destacarem no espesso pêlo negro.

Abaixo foto de alguns dos "celebrigatos" e "cãelebridades" que participarão do livro!

a SKOL tem que participar!!!!!!!! vou garantir a minha vaga!!!!!!

2 comentários:

IRA disse...

todos são lindosssssssssssssss,mas minha afilhada é uma gataaa demaissssssss

Eu sou a Karen, disse...

Nossa, eu visitei o site, li e chorei, gente como estou chorona, :(. Pessoas que gostam de animais já são queridas por mim naturalmente... não gostar de animais em casa (eu até compreendo) agora NÃO GOSTAR de animais, shiiii, boa pessoa para mim não é...

Bjos na Clarice Carol!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...