Gateiros

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

6

Bixanos não morrem



Gatos não morrem de verdade: Eles apenas se reintegram no ronronar da eternidade.

Gatos jamais morrem de fato: Suas almas saem de fininho atrás de alguma alma de rato.

Gatos não morrem: Sua fictícia morte não passa de uma forma mais refinada de preguiça.

Gatos não morrem: Rumo a um nível mais alto é que eles, galho a galho, sobem numa árvore invisível.

Gatos não morrem: Mais preciso, se somem, é dizer que foram rasgar sofás no paraíso.E dormirão lá, depois do ônus de sete bem vividas vidas, seus sete merecidos sono.



Saudades....


Encontrei no Blog Liege Marla - Livro e Bixos

6 comentários:

Fabiana disse...

háaaaaaaaaaaa, choreiiii logo cedo!!!! LINDO LINDO LINDO CAROL!!!

BJOS

FABI

Gata Lili disse...

Que lindo poema! Muito emocionante. Já divulguei no meu twitter!

Ana, Aprendiz de Anjo disse...

Carol, linda demais! Gente lembrei-me até dos meus tempos de conservatório quando tive que estudar essa musica. Beijos

Carol Liôa disse...

gente!!!! Não era para mim ter postado agora...
ai q vacilo! Aogra já era!! rsrsrsrs

Gateira Capricorniana disse...

Que lindo!!! Tenho uma gatinha que foi rasgar sofás no paraíso em 2007. Também sinto saudades da Olívia.

Lizandra disse...

Que lindo , eu tinha visto primeiro no Youtube , no seu Youtube , emocionante.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...