Gateiros

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

2

Bixano Dourado

O Gato Dourado ( ), apesar de ser conhecido como um ícone Chinês é na realidade uma tradição Japonesa. Esta história é intrigante porque normalmente só se ouve dizer que os Japoneses adotaram elementos da cultura Chinesa e não o contrário, e como pode tal coisa acontecer quando existe um forte sentimento de repulsa nacional contra os Japoneses?

De fato, existem ainda hoje, em algumas províncias de Jilin, norte de China, "Clubes de resistência ao Japão". Já passaram mais de 60 anos desde a invasão do Império Japonês mas para os idosos do Estado Fantoche de Manchukuo o dever de lutar contra a opressão Japonesa ainda está bem viva. A nível nacional, é frequente os programas televisivos relembrarem ao povo Chinês o ato "imperdoável" do Japão criando um sentimento público contra tudo o que vem de Japão.

Os Japoneses acreditavam que os gatos serviam como mensageiros para o "Kami" local carregando os pedidos de bênção como fertilidade ou boas colheitas para a divindade. Esta tradição está bem presente na cultura Japonesa. Em Tokugawa os felinos tem os seus próprios santuários xintoístas e são adorados duas vezes por ano. Mais tarde, os gatos começaram a ser pintados de dourado e cobertos com inscrições de frases auspiciosos para garantir lucro e sucesso nas lojas. "Kami" favoráveis são representados com o aceno do gato e por isso as réplicas são feitos com uma pata a acenar.O "Gato Dourado" com o seu saco de ouro substituiu as estátuas de Buda que na realidade tinha o mesmo propósito, trazer prosperidade.

Durante a invasão Japonesa, os residentes de Manchukuo receberam uma intensa aculturação no qual eram obrigados a aprender e falar Japonês, a maioria eram enviados para campos de trabalho forçado e a fome era um problema diário. Estes horrores alimentaram um profundo sentimento Anti-Japonês.

Seria então de esperar que a tradição do "Gato Dourado" também fosse banido. Porém, este ícone Japonês continua a merecer um lugar honrado nas casas e lojas Chinesas. Esta adoção de origem Japonesa deve-se a uma simples razão: os Chineses toleram quase tudo desde que projete bem-estar.

Este felino provou dominar a arte de fazer os chineses amarem sob circunstâncias extremas.

Fonte: Site do OrienteLink

2 comentários:

Diulara disse...

Que legal!
Eu tenhpo um gatinho desses em casa (pintado de branco) e não conhecia a história.
Um ótimo fim de semana pra vocês,
Beijos - Diulara e família felina

faby disse...

Na casa da minha sogra tinha um desses, mas era branco, só que o pé do Pé grande derrubou e quebrou o gatinho. Esse meu filho é um desastrado mesmo hehehe. Eu sempre achei que fosse chinês, adorei conhecer a história dele.
Bjus

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...